A Marta continua na Nuno Gonçalves

Hoje foram anunciados os alunos que, transitando para o 7º ano de escolaridade, ficaram seleccionados para continuar a frequentar a Nuno Gonçalves, em Lisboa. A Marta, conforme previsto, faz parte dessa lista, o que deixou os papás todos babados, uma vez que o mérito é uma das principais razões a influenciar essa selecção.

Ultrapassadas as dúvidas pré-adolescentes de preferir ficar com uns colegas na mesma escola ou acompanhar alguns dos restantes para outra, lá se animou e iniciou os projectos para o próximo ano lectivo. Boa sorte, Martinha!

Blog versus Facebook e Twitter

Por diversas razões, este ano tem sido marcado pelo meu afastamento tanto deste blogue como do Portal Ateu. Razões de índole pessoal e profissional estiveram na origem desse processo mas, talvez como alternativas para preencher esse impulso de escrever inconscientemente criadas, os sites sociais – primeiro o Twitter e depois o Facebook – ocuparam a maior parte do meu tempo online. Lamentavelmente, diga-se…

Ao longo dos últimos anos tenho escrito sobre diversas matérias, com diversos graus de seriedade e interesse, quer neste blogue, quer no Portal Ateu. Qualquer desses textos estará sempre disponível ao alcance de uma pesquisa ou de uma consulta aos arquivos, desde que as bases de dados se mantenham online.

Com os sites sociais não é assim. Embora as entradas possam lá estar (confesso desconhecer durante quanto tempo são guardadas as informações nos sites sociais), a questão é que o tipo de participação que se tem nos sites sociais raramente merecerá uma pesquisa à posteriori, pois tratam-se, normalmente, de participações pouco profundas, indignas de grande atenção para além do imediato.

Não quero com isto dizer que os sites sociais sejam inúteis ou desinteressantes; o que quero dizer é que não devem substituir os blogues. Seria como tentar substituir uma tese de Física por uma fórmula grafitada numa parede de subúrbio! Ou como tentar resumir “Os Maias” a um SMS de 3 linhas em “portukês”. Não se pode dizer que sejam exactamente a mesma coisa…

Basicamente, pode-se colocar a situação desta forma: o Facebook é para os amigos, o blogue é para as ideias. É que, ao contrário do que aconteceria num mundo ideal, eles nem sempre se cruzam!

Jantar de ex-alunos da Luisa de Gusmão

Regularmente, lá nos vamos encontrando. Começámos em 1997 quando eu e o Rui Avelar tivemos a trabalheira de reunir uma turma (quase) inteira de ex-colegas que não se viam, na sua maioria, há quase 20 anos. A coisa evoluiu e rapidamente se transformou em algo muito mais vasto do que encontros de ex-colegas de turma. Agora, é mais um encontro geracional.

Ficam as fotos para a posterioridade e… venha o próximo!

Trevo do Bairro

Foi ontem inaugurado o “Trevo do Bairro”. Ao fim de algumas semanas de intensa labuta, foi com muito prazer que abrimos as portas desta espécie de micro-bar. Ele pode até ser pequeno no espaço, mas o ambiente que se conseguiu ontem na noite da inauguração promete que será grande no ambiente e na atmosfera que se obterá graças à postura, simpatia e cordialidade daqueles que, espero, serão os seus visitantes habituais.

Mais do que um espaço de venda de bebidas, pretendemos que o “Trevo do Bairro” se transforme num ponto de encontro de amigos para confraternizarem em alegre cavaqueira. Eu, a Isabel e a Lara tudo faremos para que se transforme no espaço preferido para um noite descontraída, ao ritmo de uma bebida, ao sabor de um jazz discreto. Estão convidados a aparecer na Travessa Fiéis de Deus, 72, no Bairro Alto em Lisboa.

Deixo aqui dois vídeos da noite da inauguração. O primeiro é a reportagem fotográfica do evento e o segundo o registo dos momentos finais da primeira noite.