Adeus, querido diário

Passados 11 meses, decidi pôr fim à minha colaboração no Diário Ateísta. Infelizmente, o tempo nunca é suficiente para tudo o que queremos fazer; pretendo dedicar-me mais a este blog e a um novo projecto que está para arrancar em breve, do qual darei conta nestas páginas oportunamente. Foi bom.

Partilha!

    7 comentários em “Adeus, querido diário

    1. A vida é cheia de surpresas… qualquer dia chego aqui e tomo conhecimento que já não és ateu… ou pior, vais entrar para o seminário… Livra… abraçinho de cacau…

    2. Oh Roger Waters da treta,

      Vou-te fazer engolir essas palavras mais depressa do que imaginas… Hás-de vir de joelhos a pedir perdão pela blasfémia.

    3. Vou esperar (sentado, evidentemente), para ver…

      Genuflectido é que não! Ainda algum clérigo se confunde e sou arrebatado. Nunca fiando…

    4. D. Helder Sanches,

      Então não se posta? Ou fostes à missa dominical?

      “Se deus existe, e se eu tivesse alguma razão para lhe pedir algo, acho que pediria para me salvar da maldição de ateus deferentes e polidos. A religião está fora de controle agora justamente porque muitos foram diplomáticos por muito tempo.
      Se anos atrás tivessemos tido colhões para colocar este insultoso disparate em seu devido lugar junto à astrologia e quiromancia, não estaríamos agora a perder tempo com isto.”

      Pat Condell no seu melhor…

    5. Pat Condell é do melhor…

      Pá, não tenho postado muito porque ando muito atarefado com o tal projecto que te vai fazer arrepender de todas as provocações que me fazes. Se não estivesses para aí em cacau até te convidava a participar nele. Está quase…

    Deixar uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *